A Fundação Joaquim Lourenço, localiza-se na freguesia dos Montes da Senhora, aldeia do concelho de Proença-a-Nova, distrito de Castelo Branco. Distrito que actualmente, apresenta índices de um duplo envelhecimento. As alterações demográficas registadas nas últimas décadas, despoletadas pela redução da taxa de natalidade e pelo aumento de esperança média de vida, estão actualmente patentes na inversão da pirâmide populacional portuguesa, onde o número de idosos ultrapassou o número de jovens. É esta realidade que se espelha nesta freguesia, particularmente nesta aldeia tão isolada e envelhecida.

Carregais é uma aldeia desertificada, onde permanecem os mais velhos, ligados à terra e às suas representações sociais, e os mais novos partiram à procura de novas oportunidades. Ficaram os mais velhos e são esses a nossa população alvo.

A Fundação Joaquim Lourenço é uma IPSS criada em 1986. Celebrou acordos com o Centro Distrital de Segurança Social de Castelo Branco em 20/11/1986, com 17 utentes no Centro de Dia e 9 no Apoio Domiciliário. O seu espaço físico é constituído essencialmente para a resposta social de centro de dia, e apoio domiciliário. A Fundação tem a finalidade apoiar as pessoas idosas da freguesia, em situação de risco ou de perda de independência por períodos temporários ou permanente, contribuindo para que tenham uma vida digna, confortável e saudável, prestando apoio directo ao idoso e indirecto à família e numa perspectiva alargada à comunidade.

A Fundação Joaquim Lourenço possui as valências de Centro de Dia e Apoio Domiciliário, estas respostas sociais consistem na prestação de serviços que contribuem para a manutenção das pessoas no seu meio habitual de vida, visando a promoção da autonomia e a prevenção de situações de dependência ou o seu agravamento.

Com estas respostas sociais procurou-se instituir uma oferta de serviços de proximidade diversificada, permitindo que o utente permanecesse o maior tempo possível no seu meio habitual de vida, retardando e invertendo a lógica de institucionalização. Como é do nosso conhecimento o envelhecimento é um processo cumulativo, irreversível, universal, inerente a todos os seres vivos. Ao longo deste processo, as capacidades de adaptação do ser humano vão diminuindo, tornando-se cada vez mais sensível ao ambiente envolvente. Verificamos que com aumento da esperança de vida surgem de novas necessidades de cuidados e apoio que consigam dar resposta a situações de dependência funcional e de doentes com doença crónica. Devido ao envelhecimento progressivo e ao aumento de dependência dos nossos utentes somos conscientes da necessidade de melhorar  e diversificar a nossa prestação de serviços.

Em 2016 foi inaugurado o Espaço museológico de Manuel Ribeiro, um Homem dos Carregais que tem vários “dons”, artista como se pode ver nas variadíssimas obras expostas, e humilde, homem que nunca se esqueceu da sua terra. É com orgulho que a Fundação abraçou a ideia em criar um espaço especial para expor as obras oferecidas pelo próprio autor.

Historial da Instituição

Entre em contato para mais informações

Horário de Funcionamento

Seg - Sex: 9:30-19.15                 Serviços de Apoio Domiciliário

Seg - Sex: 9:30-19:15                 Centro de Dia